Logotipo OMI JPIC

Justiça, Paz e Integridade da Criação

Oblatos Missionários de Maria Imaculada  Província dos Estados Unidos

Logotipo da OMI
Áreas de foco: Dignidade humana: Vida Consistente
Traduza esta página:

Pena de morte

Em Campanha para acabar com o uso da pena de morte faz parte da iniciativa Consistent Life Oblíqua do JPIC. Nesta campanha, o escritório de JPIC Oblato fornece recursos e sugestões de ação refletindo o ensino da Igreja Católica para acabar com o uso da pena de morte nos Estados Unidos. Nosso engajamento recente tem sido o de apoiar Oblatos e associados a se envolverem na revogação da pena de morte em Illinois e Connecticut.

O problema

Toda sociedade tem o dever de defender a vida contra a violência e de chegar às vítimas do crime. Ao mesmo tempo, a crescente confiança da nação na pena de morte não pode ser justificada, porque temos outras formas de proteger a sociedade que respeita mais a vida humana. Inspirados pelos ensinamentos de Jesus, bem como pelo ensino social católico, nós nos opomos fortemente à pena de morte. Tanto como questão ética quanto prática, a pena de morte levanta questões de injustiça e desigualdade.

O que estamos fazendo

Nossa campanha para acabar com o uso da pena de morte decorre da ênfase da JPIC Oblata em uma ética de vida consistente. O escritório oferece recursos e sugestões de ação que refletem o ensinamento da Igreja Católica sobre a pena de morte. Recentemente, temos apoiado o envolvimento de Oblatos e associados em campanhas de penalidade de morte em Illinois e Connecticut. Nós fornecemos reflexões religiosas, defesa e recursos educacionais sobre a oposição à pena de morte e alternativas.

O que você pode fazer

Descubra se há esforços para acabar com o uso da pena de morte em seu estado. Visite a Coalizão Nacional para Abolir a Pena de Morte e o Centro de Informação sobre Pena de Morte para as últimas informações e sugestões de ação.

Recursos para ação

 

“Acabar com a pena de morte seria um passo importante para abandonar uma cultura da morte e construir uma cultura da vida.”- De: Uma cultura de vida e a pena de morte; Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos, 2005

Voltar ao Topo