Logotipo OMI JPIC

Justiça, Paz e Integridade da Criação

Oblatos Missionários de Maria Imaculada  Província dos Estados Unidos

Logotipo da OMI
Notícias
Traduza esta página:

Noticias en EspaÑol

news feed

Arquivos de notícias


Vídeo e áudio mais recentes

Mais vídeo e áudio>

Arquivo de notícias »América do Sul

End hide espanhol de uma página não espanhola --->
End hide espanhol de uma página não espanhola --->

Envolvendo-se pelo impacto Março 2nd, 2015

Por que os acionistas baseados na fé se engajam em empresas de mineração? 

O Rev. Seamus Finn, OMI foi entrevistado recentemente pela SUSTAIN, uma publicação da International Finance Corporation, um braço de empréstimos do Banco Mundial que se concentra exclusivamente no setor privado. A IFC está interessada em como a Igreja se engajou nos últimos anos com a indústria extrativa. Pe. Finn esteve centralmente envolvido em reuniões de alto nível convocadas pelo Vaticano e pelo Arcebispo de Cantuária com CEOs de mineração e representantes religiosos para discutir maneiras de aumentar o respeito pelos direitos e diminuir o impacto das operações de mineração nas comunidades locais. Ele é Diretor de Investimentos Baseados na Fé do Trust de Investimento da Oblate International Pastoral (OIP) e Diretor Executivo do International Interfaith Investment Group (3iG)

Algumas das perguntas feitas na entrevista são: “Por que a igreja deveria se preocupar com extrativistas?”, “Por que justiça social por meio de investimentos?” E “Existe uma maneira de garantir a justiça social? É sempre dinâmico ou há um ponto ideal? ”

Leia o artigo completo aqui…

 

 


Representantes da Igreja prometem defender áreas latino-americanas com minas 11 de Dezembro de 2014

Obrigado ao Catholic New Service por este artigo, que foi escrito por Lise Alves 

mina a céu abertoSÃO PAULO (CNS) - Líderes cristãos de 14 países latino-americanos se reuniram em Brasília no início de dezembro para discutir formas de reduzir o impacto da mineração em suas comunidades, especialmente a contaminação de rios e lagos.

“Não há mineração industrial em grande escala sem água”, disse o bispo Guilherme Werlang, de Ipameri, presidente da comissão de justiça social e caridade dos bispos brasileiros. Mas os bispos dizem que os materiais usados ​​na extração mineral contaminam lençóis freáticos, rios e lagos nas regiões de mineração.

“Está provado que esses materiais tóxicos permanecerão no solo e na água durante muitos séculos”, disse Dom Werlang.

Uma conferência de três dias intitulada “Igreja e mineração: uma opção em defesa de comunidades e territórios” foi a primeira desse tipo na região. A conferência teve o apoio da Conferência dos Bispos do Brasil e a participação do Conselho Latino-Americano de Igrejas, pois cerca de 90 participantes tentaram definir estratégias e alianças para reduzir o impacto das atividades de mineração.

“Discutimos as ameaças, desafios e inseguranças que as comunidades locais e indígenas em toda a América Latina estão enfrentando onde as empresas de mineração estão operando”, disse Padre Oblato Seamus Finn do Ministério da Justiça, Paz e Integridade da Criação dos Oblatos, sediado em Washington.

Clique aqui para ler mais "


Avanços Importantes no Desenvolvimento de Medicamentos para SIDA Pediátrica Dezembro 3rd, 2014

moment_quoteO Dia Mundial da AIDS teve dois importantes anúncios sobre o desenvolvimento de medicamentos para a AIDS pediátricos muito necessários. Esta é uma questão sobre a qual os Oblatos e outros investidores baseados na fé Centro Inter-religioso de Responsabilidade Corporativa (ICCR) têm pressionado as empresas farmacêuticas por anos. Como a maioria dos pacientes pediátricos com AIDS está em países pobres e em desenvolvimento, o incentivo comum de mercado para o desenvolvimento de medicamentos não existe. E o desenvolvimento de medicamentos para a AIDS pediátrica, particularmente para bebês, é um desafio. Os membros da ICCR encorajaram ativamente as principais empresas farmacêuticas a participar da Pool de Patentes de Medicamentos, um mecanismo estabelecido sob os auspícios da ONU para 'agrupar' patentes de medicamentos para tornar as formulações existentes mais prontamente disponíveis para a produção de genéricos e para o desenvolvimento de combinações inovadoras de dose fixa.

Na segunda-feira, Dia Mundial da AIDS, Abbvie anunciou um acordo de licenciamento para lopinavir (LPV) e ritonavir (r), os principais medicamentos recomendados pela Organização Mundial da Saúde para crianças. A licença permitirá que outras empresas e organizações reformulem e fabricem tratamentos pediátricos LPV / r e r especialmente concebidos para distribuição em países de baixa e média renda, onde vivem 99% das crianças com HIV no mundo em desenvolvimento. [Abbvie é um spinoff dos Laboratórios Abbott que contém o negócio farmacêutico baseado em pesquisa.]

No mesmo dia, o HIV Medicines Research Industry Forum anunciou que o fórum está se juntando PEPFAR, Fundo Global, e as Iniciativa de Tratamento de HIV Pediátrico (PHTI) no recém-estabelecido “Compromisso de Ação Global com Antiretrovirais Pediátricos (ARV)” para acelerar a inovação e salvar vidas de crianças. A iniciativa foi projetada para acelerar o desenvolvimento de novas formulações de ARV pediátricos de alta prioridade para tratamento de primeira e segunda linha até 2017.

Clique aqui para ler mais "


Representantes internacionais da OMI JPIC se reúnem em Roma 9 de Novembro de 2014

Representantes da JPIC de várias regiões Oblatas reuniram-se em Roma na semana passada para compartilhar sobre o trabalho que está sendo feito, e para criar estratégias para o futuro. Pe. Kennedy Katongo, OMI, como o novo diretor internacional da JPIC, planejou e facilitou a reunião.

IMAG0838

Kennedy Katongo, diretor do General OMI JPIC Service, Kevin McLaughin, da Região Europa, Miguel Fritz, Conselheiro Geral para a América Latina ee Gilberto Pinon, 2nd Assistant, Mission Portfolio Holder

 

 

IMAG0839

Felix Mushobozi, CPPS, Secretário Executivo-Geral USG / UISG / Comissão JPIC (Observador), Daniel LeBlanc, representante dos Oblatos nas Nações Unidas
Internacional, Miguel Pipolo, Região da América Latina, Camille Piche, ex-diretor do Serviço Geral da JPIC, DIDIER Zanafradara, representante da Região da África Madagascar e Bradly Rozairo, representando a região da Ásia-Oceania

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Voltar ao Topo