Logotipo da OMI
News
Traduza esta página:

Notícias recentes

news feed

Arquivos de notícias


Vídeo e áudio mais recentes

Mais vídeo e áudio>

Arquivo de notícias »Indígenas


Comemorando os povos indígenas do mundo neste dia Agosto 9th, 2023

(Foto cortesia de Ganta Srinivas, Pexels)


Hoje é Dia Internacional do Mundo Povos Indígenas e nós nos juntamos Programa de Povos da Floresta em sapresentando as contribuições indígenas para a conservação da biodiversidade por meio do Caminhos transformadores .
 
  • A site Caminhos Transformativos, lançado no Dia Internacional dos Povos Indígenas do Mundo, é uma plataforma para evidenciar o trabalho dos Povos Indígenas e das Comunidades Locais na proteção da biodiversidade em todo o mundo.
  • O site Transformative Pathways, em estreita colaboração com o Local Biodiversity Outlooks, também é um repositório de informações para garantir que as vozes indígenas sejam ouvidas na política global de biodiversidade.
 
Conheça o projeto no NOVO site.
 

9 de agosto é o Dia Internacional dos Povos Indígenas do Mundo Agosto 9th, 2021

“As comunidades indígenas que vivem nos punjis estão lutando arduamente pela sobrevivência, pois enfrentam repetidos ataques de pessoas de fora, disse Fr. José gomes, OMI, coordenador do Movimento Ambiental Indígena de Bangladesh, Poribesh Andolon (Bapa) na divisão Sylhet. ”
 
“Secretário Geral do Comitê Central do Bangladesh Adivasi Forum Sanjeeb Drong disse que tal violência contra o povo punji já ocorre há anos. “Mas o problema ainda não foi resolvido.”
 
As comunidades continuam sob ameaça de despejo mesmo quando o Dia Internacional dos Povos Indígenas do Mundo é celebrado hoje com o slogan “Não Deixando Ninguém para Trás: Povos Indígenas e a Chamada por um Novo Contrato Social”.
 
LEIA O ARTIGO COMPLETO.
 
 
 

O P. Daniel LeBlanc, OMI, Modera o Evento Lateral de ONGs no 17 Fórum Permanente da ONU sobre Questões Indígenas Maio 3rd, 2018

O Fórum Permanente das Nações Unidas sobre Questões Indígenas (UNPFII) realizou sua décima sétima sessão de 16 a 27 de abril. O tema para o fórum de 2018 foi; “Direitos coletivos dos povos indígenas às terras, territórios e recursos”. De acordo com o UNPFII, os povos indígenas são herdeiros e praticantes de culturas e formas únicas de se relacionar com as pessoas e o meio ambiente. Os povos indígenas mantiveram características sociais, culturais, econômicas e políticas que são distintas daquelas das sociedades dominantes em que vivem. Várias comunidades indígenas de todo o mundo estiveram representadas no UNPFII. Muitos deles tiveram a oportunidade de apresentar declarações sobre questões que preocupam suas diferentes comunidades.

O Presidente da Assembleia Geral da ONU, Sr. Miroslav Lajčák, em seu discurso de abertura no fórum, pintou o quadro sombrio da situação de mais de 300 milhões de Povos Indígenas em todo o mundo. Ele observou que, embora os Povos Indígenas representem cerca de 5% da população mundial, eles compreendem 15% das pessoas mais pobres do mundo. Uma situação que ele descreveu como 'chocante'. O Sr. Lajčák também destacou alguns dos desafios enfrentados pelos Povos Indígenas como violações de seus direitos humanos, marginalização e violência que enfrentam por fazerem valer seus direitos. Enfocando o tema das terras, territórios e recursos indígenas, o Sr. Lajčák destacou que “os povos indígenas estão sendo despojados das terras que seus ancestrais chamavam de lar”, muitas vezes por grandes fazendeiros multinacionais e corporações de mineração.

Em um recente relatório da Conselho Indigenista Missionaria (“Conselho Indígena Missionário” - uma subsidiária da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), alguns dos desafios enfrentados por uma série de comunidades indígenas no Brasil (bem como comunidades indígenas em todo o mundo) incluem; alta taxa de suicídio, falta de saúdelth care, alta mortalidade infantil, abuso de álcool e drogas, falta de educação indígena e falta de apoio do Estado.

Evento de ONG at United Nações 17th Fórum Permanente sobre Questões Indígenas

Como parte dos muitos eventos paralelos do Fórum, em Abril 18, o P. Daniel LeBlanc, OMI, moderou uma sessão sobre “Conexão espiritual e manejo correto da terra, território e recursos, incluindo água para os povos indígenas,”Com painelistas que incluíam:

  • Atilano Alberto Ceballos Loeza - Líder em práticas agrícolas sustentáveis ​​e defensor da terra e do território em Yucatán
  • Elvia de Jesús Arévalo Ordóñez - Membro do Conselho de Governo da Comunidade CASCOMI (Comunidade Amazônica de Ação Social Cordillera del Cóndor Mirador), integrado por famílias indígenas e colonos da paróquia Tundayme-Equador
  • Augostina Mayán Apikai - A líder indígena Awajún nascida em Cordoncanqui é presidente da Organização para o Desenvolvimento das Comunidades de Fronteira do Cenepa - ODECOFROC. http://odecofroc-es.blogspot.com/p/nuestra-organizacion.html
  • Leila Rocha - Guarani Ñandeva, membro do conselho de Aty Guasu Guarani e Kaiowá, Mato Grosso do Sul
  • Sachem HawkStorm - Primeiras Nações Schaghticoke

O evento foi realizado no Centro da Igreja Episcopal em Nova York e organizado por Missionários Oblatos de Maria Imaculada; Grupo de Trabalho das Nações Unidas para a Mineração; Comitê de ONGs sobre os Direitos dos Povos Indígenas; Congregação da Missão; VIVAT International; Caritas International; Conferência Dominicana de Liderança; Franciscans International; Red Eclesial Pan Amazónica (REPAM); Conselho Indigenista Missionário (CIMI); Sociedade de Meditação Sunray

Aprender mais:

Fórum Permanente da ONU sobre Questões Indígenas: https://bit.ly/2pvCccv

Notícias da ONU sobre os direitos dos povos indígenas à terra: https://bit.ly/2H4EU1M

Relatório do Conselho Indigenista Missionário sobre a violência contra os povos indígenas no Brasil em inglês, espanhol e português: https://bit.ly/2F1w133

 

Voltar ao Topo