Logotipo OMI JPIC

Justiça, Paz e Integridade da Criação

Oblatos Missionários de Maria Imaculada  Província dos Estados Unidos

Logotipo da OMI
News
Traduza esta página:

Notícias recentes

news feed

Arquivos de notícias


Vídeo e áudio mais recentes

Mais vídeo e áudio>

Arquivo de notícias »zâmbia


2019 Missão Mundial Domingo é outubro 20 Outubro 18th, 2019

"Confiamos a missão da Igreja a Maria, nossa Mãe. Em união com o Filho, desde o momento da Encarnação, a Santíssima Virgem partiu em seu caminho de peregrinação. Ela estava totalmente envolvida na missão de Jesus, uma missão que se tornou sua aos pés da cruz: a missão de cooperar, como Mãe da Igreja, para dar à luz novos filhos e filhas de Deus no Espírito e na fé.. "

(Mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial das Missões, outubro 2019)

(Faça o download deste recurso como um documento PDF)

O Domingo Missionário Mundial (outubro 20) é um dia mundial para os católicos refletirem sobre o chamado batismal à missão. O Domingo das Missões Mundiais deste ano se enquadra no Mês Extraordinário Missionário Especial. Somos chamados por meio do nosso batismo a fazer parte dos esforços missionários da Igreja, através da oração, do sacrifício próprio e do apoio às vocações missionárias por meio de ajuda material.

A coleta do Domingo Missionário fornece apoio vital e sustenta o desenvolvimento de missões católicas em todo o mundo, especialmente para dioceses e centros missionários na Ásia, África, América Latina, Europa e Ilhas do Pacífico. O tema para o Domingo Missionário Mundial 2019 é Batizados e Enviados: A Igreja de Cristo em Missão no Mundo.

Em um mundo onde tantas coisas nos dividem, o Domingo Missionário Mundial se alegra em nossa unidade como missionários pelo nosso Batismo. E oferece uma oportunidade para apoiar a presença vivificante da Igreja entre os pobres e marginalizados em mais das dioceses da missão 1,111.

Água comunitária para Diocese de Livingstone, Zâmbia

Paroquianos da Diocese Católica de Livingstone na Zâmbia

A diocese de Livingstone fica na ponta sul da Zâmbia. Compartilha fronteiras com o Zimbábue, o Botsuana na Namíbia e Angola. A diocese de Livingstone geralmente não recebe chuvas adequadas devido à sua localização perto de dois desertos: Namib e Kalahari.

A comunidade enfrenta há muito tempo a falta de água. Sempre foi um desafio conseguir água corrente para tomar banho, cozinhar e outras necessidades, porque a água é empurrada por canos gastos. Às vezes, passa dias sem água. Como resultado, os residentes usam baldes para buscar água de fora de casa para cozinhar e higiene. Também contando com o abastecimento de água atual estão um centro para jovens e uma escola secundária para meninas.

Nosso objetivo é perfurar um poço e instalar um sistema de água forte que pode conter um tanque de 5000 litros. A residência diocesana fica entre o centro juvenil diocesano e a escola secundária de Santa Maria. Uma vez que haja um fluxo constante de água na residência, tanto o centro juvenil quanto a Escola Secundária de Santa Maria se beneficiarão caso eles

A maioria dos Rev. Valentine Kalumba, OMI, da Diocese Católica de Livingstone na Zâmbia, esteve recentemente nos EUA e deu entrevistas sobre missões paroquiais para arrecadar fundos para alguns projetos críticos em sua diocese.

ficar sem água, como é frequentemente o caso. O centro da juventude tem cerca de alunos 250 e a Escola Secundária de Santa Maria tem alunas 700.

A atual escassez de água na comunidade afeta muito os alunos. Em vez de se concentrar em aprender, eles se preocupam em tirar água para as necessidades sanitárias.

Um poço eliminará todos esses problemas e reduzirá a incidência de doenças transmitidas pela água.

Há muitas maneiras de responder a essa ligação:

Continue orando pelas missões e, por favor, doe generosamente no domingo da missão mundial. Se você deseja ajudar a diocese de Livingstone a melhorar o sistema de água, faça sua doação através deste link e faça o seguinte: Diocese Católica de Livingstone, Zâmbia  https://www.omiusa.org/index.php/oblate-ministries/support-our-mission/

O trabalho dos Oblatos Missionários de Maria Imaculada ao levar o Evangelho aos mais pobres dos pobres é uma resposta a esse chamado da Missão e do Espírito. Os Oblatos Missionários se dedicam a levar as boas novas aos pobres nos países da 60, através da vida em comunidade e em colaboração com homens e mulheres de todas as religiões.

 

 


Atualização Provincial Louis Studer, OMI: Zâmbia 6 de abril de 2018

Fr. Louis Studer, OMI descreve sua recente viagem à Delegação dos Estados Unidos na Zâmbia junto com o Vigário Provincial dos Estados Unidos para o Pessoal, pe. Art Flores, OMI, e US Tesoureiro, Pe. Jim Chambers, OMI. (O vídeo dura aproximadamente 6 minutos)


Frs. Jim Brobst e Antonio Ponce visitam a Zâmbia 19 de Janeiro de 2017

 

Leia mais ...


Festival de Doutrina Social: “Colaboração com múltiplos interessados” 8 de Dezembro de 2016

Por pe. Séamus Finn, OMI

festivalofsocialdoctrine4"No meio do povo" foi a perspectiva organizadora usada para reunir mais de 500 participantes no Festival de Doutrina Social em Verona, Itália no último fim de semana. Líderes de pequenas empresas, líderes de igrejas e membros do governo estavam representados no festival como numerosos representantes de associações de igrejas e da sociedade civil. Eles mostraram alguns dos projetos bem-sucedidos que continuam a evoluir em cooperativas e cooperativas de crédito, e vêm operando há anos e apresentaram algumas ideias e abordagens inovadoras para a aplicação do ensino social católico aos negócios e ao setor não lucrativo. A encíclica Laudato Sí forneceu a motivação para os participantes e o estímulo para as palestras, painéis e workshops.

Em sua mensagem ao festival, o papa Francisco retornou ao tema do “encontro” quando encorajou os participantes a se abrirem à grande diversidade de povos que compõem o tecido da humanidade. “Quando você está com as pessoas que vê a humanidade: nunca existe apenas a cabeça, sempre existe também o coração. Há mais substância e menos ideologia. Para resolver os problemas das pessoas, você deve começar de baixo, sujar as mãos, ter valor, ouvir o último ”.

Na oficina que eu apresentei com o bispo Moses Hamugonole da diocese de Monze festivalofsocialdoctrine2na Zâmbia, nos pediram para compartilhar alguns pensamentosn o envolvimento das igrejas com as empresas de mineração e especificamente na Zâmbia. Nós construímos nossa opinião sobre o apelo para o diálogo de múltiplas partes interessadas que é encorajado em Laudati Sí e a decisão da conferência episcopal da Zâmbia em abril 2016 para convocar uma conferência sobre como a Mineração e a Agricultura podem contribuir para o desenvolvimento sustentável.

Recordamos como a indústria extrativa representada pelos CEOs de muitas das principais mineradoras pediu uma conversa estruturada e sustentada com o Vaticano por meio do Pontifício Conselho Justiça e Paz. Esta conversa começou focando na má reputação que a mineração tem em muitas comunidades e regiões e procurou explorar como a indústria poderia ser um parceiro mais construtivo na promoção do desenvolvimento. Assim nasceu em Roma, em setembro de 2013, as Jornadas de Reflexão e seguidas de Jornadas de Corajosa Conversação entre as principais partes interessadas que já foram convocadas quatro vezes durante os três anos intermediários com outras iniciativas em eventos nacionais e regionais.

festivalofsocialdoctrine1Uma questão primordial que foi reiterada em Laudato Sí questiona sobre os mecanismos apropriados e formas sustentáveis ​​de cultivar a abundância dos recursos naturais em nossa “casa comum” que foram confiados aos nossos cuidados e prometidos também para sustentar as futuras gerações. Isso inclui tanto os recursos na superfície da Terra quanto aqueles abaixo da superfície. Como estruturamos a exploração e o uso desses recursos básicos de tal forma que deixamos para trás um planeta habitável?

Em segundo lugar, discutimos o papel e a responsabilidade de cada parte interessada e como eles podem trabalhar juntos para contribuir para o desenvolvimento adequado e sustentável e estar conscientes das múltiplas crises como pobreza, desemprego juvenil, migração, destruição do meio ambiente, infraestrutura deteriorada e violência que as sociedades enfrentam. através do mundo? Para corporações e fundações, isso deve se estender além da filantropia, mas ser integrado em seus próprios modelos de negócios e operações e suas filosofias de investimento. Para os governos e líderes políticos, requer o exercício de sua autoridade para a promoção do bem comum, que inclui a proteção do “lar comum”.

 “Eu apelo urgentemente, então, para um novo diálogo sobre como estamos moldando o futuro do nosso planeta. Precisamos de uma conversa que inclua todos, já que o desafio ambiental que estamos passando e suas raízes humanas nos preocupam e afetam a todos ”(no.14)

 

 

 


Oblatos da Zâmbia realizam workshop sobre justiça e paz 5 de junho de 2013

JPIC-conf-Zâmbia_

Pe. Kennedy Katongo OMI (extrema esquerda) com pré-novatos oblíquos

De fevereiro 4 para 8th 2013, um workshop sobre a espiritualidade da Justiça, Paz e Integridade da Criação foi realizado para pré-novatos Oblatos na Casa de Formação Oblato em Lusaka, Zâmbia.

Pe. Kennedy Katongo OMI, diretor do Gabinete de Justiça e Paz dos Oblatos na Zâmbia, convocou o seminário. Pe. Katongo compartilhou sobre a importância de pregar e viver o Evangelho. Ele pediu a conscientização da JPIC para acontecimentos positivos globais e desafios que o mundo enfrenta hoje. Os "acontecimentos positivos" incluem a industrialização, o multiculturalismo e o diálogo intercultural, o desenvolvimento dos direitos humanos, o transporte e a comunicação. Alguns dos desafios que exigem ações imediatas incluem o aquecimento global, a violência da pobreza e os abusos dos direitos humanos.

Nas observações finais do workshop, os estudantes Oblatos foram instados a viver justamente, promover a paz e defender a integridade da criação. O trabalho de justiça e paz é um chamado para identificar e responder às injustiças na sociedade. Para Missionários Oblatos, as escrituras, o Ensinamento Social Católico e os Princípios Oblatos fornecem um pano de fundo para como precisamos responder.

Este artigo apareceu pela primeira vez no Boletim da Delegação da OMI Zâmbia para o 2013 de Março e foi escrito pelos Alunos Oblatos Chikweto Chungu, Godwin Wali e Ackim Phiri, Lusaka, Zâmbia.


Aprenda sobre Oblatos JPIC Trabalho na Zâmbia! 30 de abril de 2013

Pe. Chibesa Chishimba, OMI visitou recentemente o escritório da JPIC em Washington DC, onde falou sobre o trabalho de JPIC em Lukulu, Zâmbia. Pe. Chibesa é o padre responsável pela Igreja Católica Sancta Maria em Lukulu. Nesta entrevista em vídeo, ele fala sobre seu trabalho para apoiar as crianças nas escolas, promover o plantio de árvores e defender melhores serviços públicos.

 

Voltar ao Topo